Museu de Arte Moderna disponibiliza para download “Brazil Builds”

Museu de Arte Moderna disponibiliza para download “Brazil Builds”

Em 13 de janeiro de 1943, cidadãos de Nova Iorque – e, de modo geral, arquitetos de todo o mundo – puderam conhecer a arquitetura brasileira. Brazil builds : architecture new and old, 1652-1942 foi a exposição realizada pelo MoMA – Museu de Arte Moderna sobre a arquitetura produzida no Brasil não apenas naquele momento, mas desde meados do século XVII.

Realizada pelo arquiteto norte americano Philip L. Goodwin e amplamente baseada em fotografias feitas por G. E. Kidder Smith, a exposição ocupou quase todo o térreo do museu com modelos, grandes impressões fotográficas, desenhos, croquis, plantas, mapas e projeções de slides.

O material fora coletado por Goodwin – ele mesmo responsável pelo projeto do próprio MoMA, em colaboração com Edward D. Stone – em uma intensa viagem pelo Brasil em que, acompanhado de Smith, visitou e tomou registros da arquitetura aqui produzida entre os anos de 1652 e 1942.

Resultado da exposição, o catálogo Brazil Builds talvez seja primeira grande publicação sobre a arquitetura brasileira a percorrer outros continentes. Realizada também por Goodwin, o livro é “um esforço para mostrar aos norte-americanos o encontro das velhas a a inspiração das novas construções no Brasil”, segundo afirma o arquiteto e curador no prefácio.

“O colonial foi fartamente fotografado e o moderno não ficou atrás”, diz o prefácio do livro rico em fotografias em cores e em preto e branco. Já nas primeiras páginas, um mapa do território brasileiro apresenta – talvez causando surpresa – a dimensão continental do país, apontando os locais visitados por Goodwin e Smith em sua empreitada.

Além de dividir a produção arquitetônica local por estados, o catálogo a separa em edifícios antigos e modernos; estes subdivididos por tipologias, que abrangem desde casas particulares até infraestruturas de transporte e edifícios recreativos.

Os esforços do MoMA e do Instituto Norte-Americano de Arquitetos encontraram ajuda em importantes figuras da arquitetura nacional, entre os quais vale citar Lucio Costa, Roberto Burle Marx, Flavio de Carvalho, Oscar Niemeyer e Rino Levi, e constituem um importante marco para a arquitetura moderna, não apenas brasileira, mas também mundial. Brazil Builds – tanto a exposição como o catálogo – é uma ambiciosa tentativa de compilar quase três séculos de arquitetura brasileira em um pavimento de museu e cerca de duzentas páginas de um catálogo.

 

Via Archdaily



Artigos relacionados

Dois projetos brasileiros são finalistas do 2018 Mies Crown Hall Americas Prize

O diretor Dirk Denison e o presidente do júri do MCHAP de 2018, Ricky Burdett, anunciaram os seis finalistas da edição de 2018 do Mies Crown Hall America Prize. Selecionados de uma lista de 31 projetos, esses projetos concorrerão ao

Código de Ética e Disciplina do CAU/BR – 2.2.1

A diretriz 2.2.1 do Código de Ética e Disciplina do CAU/BR estabelece a relação do arquiteto com o meio ambiente.

A Casa de Jajja

A arquiteta brasileira Mariana Montag, recém formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, criou um projeto que visa a construção de casas por e para mulheres da zona rural de Uganda. Jajja Nonnono Imaculate, de 75 anos, é a primeira beneficiada com

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta