Novo diretor do Museu da Cidade quer unificar projetos de memória

Novo diretor do Museu da Cidade quer unificar projetos de memória

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Marcos Cartum confirmou ter aceitado o convite de Alê Youssef, atual secretário de Cultura, para assumir a diretoria do Museu, que é um dos principais órgãos da Secretaria Municipal de Cultura, responsável pela administração de uma rede de casas históricas construídas entre os séculos XVII e XX.

O plano do novo diretor é dar mais unidade curatorial aos equipamentos culturais que o Museu da Cidade reúne, entre eles a Oca e o Pavilhão das Culturas, o Beco do Pinto, a Casa Bandeirante, a Casa Sertanista e Solar da Marquesa de Santos. A ideia é priorizar projetos dedicados à memória da cidade de São Paulo.

 

Marcos Cartum

Formado arquiteto e urbanista pela FAU, da Universidade de São Paulo, em 2005, Cartum foi convidado pelo secretário municipal da Cultura na época, Carlos Augusto Calil, a pensar – junto com o escritório Brasil Arquitetura – um anexo ao Teatro Municipal. Surgia ali um projeto batizado de Praça das Artes, no centro de São Paulo.

Ele também trabalhou no Plano Diretor do Parque Ibirapuera e colaborou na construção do Auditório projetado por Oscar Niemeyer. Tem ainda no currículo o projeto de restauro do Planetário e da Escola de Astro Física e participação do projeto de instalação do Museu Afro Brasil.

Fonte: Folha de S.Paulo; Catraca Livre.



Artigos relacionados

Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, deve ser reaberta até o final deste ano

Cartão-postal da cidade de Florianópolis, a ponte pênsil Hercílio Luz, fechada há 28 anos, deve ser reaberta para circulação de ônibus, ciclistas e pedestres até 30 de dezembro deste ano. Sua reinauguração é uma das promessas da primeira etapa do

Marco Regulatório do Saneamento Básico é aprovado no Senado

O Plenário do  Senado aprovou na manhã desta quinta-feira (6) um novo conjunto de regras para o saneamento básico no Brasil. O marco regulatório está contido no PL 3.261/2019, apresentado por Tasso Jereissati (PSDB-CE) para substituir a Medida Provisória 868/2018,

Bicicletas ainda carecem de estímulo e proteção

Circulam pelo país cerca de 50 milhões de bicicletas contra 41 milhões de carros, de acordo com um estudo do IPEA. Apesar de estar em vantagem numérica, o transporte de duas rodas carece ainda de ciclovias ou ciclofaixas nas cidades

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta