Partido

Partido

Em arquitetura, partido nada tem a ver com a agremiações políticas. O termo contudo, também envolve a opinião, no caso, do que deve ser feito ou não em um projeto arquitetônico. São escolhas que atendem a vários fatores. Pode ser a topografia do terreno, as expectativas relacionadas ao uso do espaço ou construção, a verba disponível ou mesmo a intenção artística do arquiteto.

Essas escolhas de conceitos que os arquitetos tem forte resultado no desenvolvimento do projeto. São decisões que servem de base para muitas outras, futuras.

Podemos dizer que Oscar Niemeyer  criou um partido no edifício Copan  ao decidir que sua forma seria sinuosa, ao invés de um prédio reto, como estamos acostumados a ver nas grandes cidades. Ao cruzar dois eixos para o formato de “avião” de Brasília, Lúcio Costa também decidiu por um partido e essa opção foi preponderante para muitas outras características e decisões posteriores do plano urbanístico da capital federal.



Artigos relacionados

Sacada

Sacadas ou balcões são plataformas salientes na parede de um edifício. De pequena área, podem ser cobertas ou descobertas e cercadas com balaústres, parapeitos ou grades. Observa-se um aumento da importância das sacadas nos últimos anos como espaço de lazer

Paisagismo

Paisagismo é muito mais que um belo jardim. Os arquitetos paisagistas partem do princípio de que a paisagem é um elemento a ser construído, tanto quanto os edifícios e o ambiente urbano.

O que faz um arquiteto?

Arquiteto é o profissional que projeta e idealiza os espaços para os mais diversos usos humanos. Pode ser um prédio, uma praça, uma casa ou mesmo uma área verde. Ele quem planeja as construções, organiza os espaços e encontra soluções

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta