O pórtico na praça do Patriarca

O pórtico na praça do Patriarca

No centro de uma das praças mais antigas de São Paulo – a do Patriarca, que começou a ser construída em 1912 e cujo nome relembra  José Bonifácio de Andrada e Silva, uma iniciativa da Associação Viva o Centro levou à implantação de um pórtico desenhado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A cobertura é um átrio metálico com 40 metros de vão, marcando os limites entre o centro velho e o novo, de dentro para fora da galeria Prestes Maia.

O pórtico marcou a reurbanização da praça, que fora ocupada pelo trânsito e havia se transformado num terminal de ônibus. Um lugar onde as pessoas já não paravam mais e que ganhou novas funções, recuperando seu sentido na cidade.



Artigos relacionados

Jovens professores: MMBB

O MMBB Arquitetos é um escritório fundado em 1990 pelos arquitetos Marta Moreira, Milton Braga e Fernando de Mello Franco, sendo ambos formados pela FAU-USP. Ainda envolvidos na vida acadêmica, atuando como professores na Escola da Cidade, na FAU-USP, na

Jorge Wilheim no Roda Viva

  Nascido em Trieste, na Itália, em 1928, descendente de húngaros, Jorge Wilheim migrou para o Brasil aos 22 anos. Formou-se pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em São Paulo. Entre seus primeiros projetos estão Parque Anhembi, o Hospital Albert Einstein e

Uma cidade chamada Copan

Situado na avenida Ipiranga, no centro de São Paulo, o edifício Copan é um marco da arquitetura modernista e um dos símbolos da cidade. Suas linhas sinuosas carregam a marca do arquiteto Oscar Niemeyer.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta