O pórtico na praça do Patriarca

O pórtico na praça do Patriarca

No centro de uma das praças mais antigas de São Paulo – a do Patriarca, que começou a ser construída em 1912 e cujo nome relembra  José Bonifácio de Andrada e Silva, uma iniciativa da Associação Viva o Centro levou à implantação de um pórtico desenhado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A cobertura é um átrio metálico com 40 metros de vão, marcando os limites entre o centro velho e o novo, de dentro para fora da galeria Prestes Maia.

O pórtico marcou a reurbanização da praça, que fora ocupada pelo trânsito e havia se transformado num terminal de ônibus. Um lugar onde as pessoas já não paravam mais e que ganhou novas funções, recuperando seu sentido na cidade.



Artigos relacionados

O Caminho do Pedregulho por Paula Cesarino Costa

50 anos da morte de Reidy e suas obras ainda têm muito a nos ensinar.

João Batista Vilanova Artigas

Vilanova Artigas foi um expoente da chamada Escola Paulista de arquitetura moderna. Ele lecionou e reformulou o curso de arquitetura da da FAU – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, prédio que ele mesmo projetou, transformando a própria estrutura do espaço acadêmico em uma aula de arquitetura.

Carlos Bratke, um não-alinhado

Nascido em uma família de arquitetos, Carlos Bratke (1942) é autor de centenas de projetos, muitos deles premiados em razão do experimentalismo formal e técnico.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta