Projeto de Zaha Hadid no Rio de Janeiro é abandonado

Projeto de Zaha Hadid no Rio de Janeiro é abandonado

O “Residencial Casa Atlântica”, primeiro projeto de Zaha Hadid na América do Sul que seria construído em Copacabana, foi cancelado devido à “demora da prefeitura para liberar a licença de obras e o consequente atraso do lançamento e da inauguração do empreendimento”, segundo o jornal O Globo. O condomínio residencial de luxo foi elaborado em 2013 e deveria ter sido lançado a tempo para as Olimpíadas.

Concebido primeiramente como um hotel de luxo, o projeto foi alterado e passaria, então, a abrigar 30 unidades residenciais, além de serviços para os moradores. De acordo com o empresário Omar Peres, que idealizou o empreendimento e contatou Hadid, as obras deveriam ter iniciado em janeiro deste ano, mas os atrasos fizeram com que o grupo de investimento desistisse do projeto e o terreno onde o edifício deveria ser erguido fosse colocado a leilão.

Adquirido por Peres em 2013, no terreno estava erguida a chamada Casa de Pedra, última residência da Avenida Atlântica, em Copacabana, que foi emolida em outubro daquele mesmo ano. Desde então, o terreno está vazio e cercado por tapumes.

Sobre os cinco anos de entraves burocráticos que resultaram no cancelamento do projeto, Peres afirma: “O projeto ficou desgastado. Perde o Rio, que deixa de ter o único projeto de Zaha Hadid na América Latina. O projeto é meu. Vou guardá-lo para fazê-lo um dia em algum lugar.”

 

Foto: © ZHA

Fonte:  O Globo

 



Artigos relacionados

Nota oficial do CAU/BR sobre tragédia em Brumadinho

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil divulgou nota a respeito do rompimento da barragem em Brumadinho, no Estado de Minas Gerais. A tragédia, que aconteceu no dia 25 de janeiro, deixou a região coberta de lama; mais de

Termina neste dia 31 votação de melhor obra de arquitetura

Termina neste dia 31 de março, às 23h59, a votação no site Archdaily – https://oda.archdaily.com.br/br/2020 – para a obra do ano de 2020. São 15 finalistas em diversas categorias, no quarto ano consecutivo da disputa. O público que acessar o

Galeria do Rock

A Galeria do Rock tem mais de cinco décadas se transformando junto com a cidade.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta