Projeto notabiliza trabalhos pioneiros de mulheres na arquitetura

Projeto notabiliza trabalhos pioneiros de mulheres na arquitetura

O Arquivo Internacional de Mulheres na Arquitetura (IAWA), juntamente com a Iniciativa Latino-Americana da Paisagem (LALI), está fazendo um convite especial para os seus membros: iniciar uma busca minuciosa sobre os trabalhos pioneiros nos ramos da arquitetura, do paisagismo e da urbanidade realizados por mulheres de toda a América-Latina.

O objetivo da iniciativa é conservar o legado arquitetônico realizados por mulheres, principalmente, antes e durante o século XX e que tenham sido pioneiros de alguma forma, além de convidar o principal público alvo, mulheres ligadas à arquitetura e outras áreas relacionadas, a contarem suas histórias.

A IAWA foi fundada há quase três décadas com a finalidade de dar espaço e foco para as contribuições femininas na área. Para ajudar na apresentação de um ponto de vista mais equilibrado, serão aceitos os materiais: manuscritos originais, livros, catálogos, desenhos e rascunhos, além de material biográfico, ferramentas de desenhos, diários pessoais, fotografias pessoais e de obras, maquetes e quaisquer outros materiais que possam revelar algum aspecto importante dessas mulheres.

Saiba mais sobre a iniciativa aqui: LALI.

(Foto – Archdaily)



Artigos relacionados

Anunciado vencedor do Festival de Ideias para a Paulista

O Festival de Ideias Paulista para Todos divulgou nesta quarta-feira, 5, o vencedor entre quatro propostas concorrentes de mobiliário urbano para a Avenida Paulista. A peça eleita pelo júri foi um banco criado pelo Königsberger Vannucchi, escritório responsável pelo retrofit

Iphan discute gestão de patrimônio mundial

Nos dias 13 e 14 de agosto, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional realiza o Seminário Internacional sobre Gestão de Sítios Culturais do Patrimônio Mundial em Goiás. O evento contará com os ministros da Cultura, Turismo, Meio Ambiente

Sesc Pompeia é o 6º melhor prédio em concreto do mundo

Lista foi publicada no jornal inglês The Guardian.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta