Ribeirão Preto faz convênio para restaurar museus em risco

Ribeirão Preto faz convênio para restaurar museus em risco

A Prefeitura de Ribeirão Preto assinou convênio com o Centro Universitário Moura Lacerda para um projeto de intervenção e recuperação do Museu Histórico e do Museu do Café, situados no câmpus local da Universidade de São Paulo (USP). Os museus estavam fechados desde 2016, por conta do alto risco de incêndio.

Alunos dos cursos de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo foram convidados para elaborar um plano para a restauração dos espaços. Eles têm um prazo inicial de 12 meses para levantar as condições dos museus. O prazo pode ser prorrogado para até 60 meses.

O alerta para a situação dos edifícios foi dado no dia 3 de setembro, um dia após o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro. Um análise apontou alto nível de deterioração do conjunto, com ameaça real de perda desse patrimônio.

Segundo o governo municipal, às obras devem ser custeadas por meio de recursos da Lei Rouanet de incentivo à cultura. O valor estimado é de R$ 6,6 milhões. Também devem ser obtidos repasses do Ministério do Turismo.

Foto: Ministério Público

Via Estadão

 



Artigos relacionados

Abram vai assumir reconstrução do Museu Nacional,

Com a criação da Agência Brasileira de Museus (Abram), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) deixará o papel central na reconstrução do Museu Nacional do Rio de Janeiro. Na Medida Provisória (MP) que cria a agência, a responsabilidade

Com projeto de bioconstrução, brasileiro é finalista de prêmio global

Por ONU Meio Ambiente   As populações do Semiárido brasileiro, região que ocupa cerca de 18% do território nacional, enfrentam diversos desafios socioambientais, como ciclos de chuva escassos, solos degradados e altas temperaturas. Em conjunto com políticas públicas específicas para

Termina neste dia 31 votação de melhor obra de arquitetura

Termina neste dia 31 de março, às 23h59, a votação no site Archdaily – https://oda.archdaily.com.br/br/2020 – para a obra do ano de 2020. São 15 finalistas em diversas categorias, no quarto ano consecutivo da disputa. O público que acessar o

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta