Ribeirão Preto faz convênio para restaurar museus em risco

Ribeirão Preto faz convênio para restaurar museus em risco

A Prefeitura de Ribeirão Preto assinou convênio com o Centro Universitário Moura Lacerda para um projeto de intervenção e recuperação do Museu Histórico e do Museu do Café, situados no câmpus local da Universidade de São Paulo (USP). Os museus estavam fechados desde 2016, por conta do alto risco de incêndio.

Alunos dos cursos de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo foram convidados para elaborar um plano para a restauração dos espaços. Eles têm um prazo inicial de 12 meses para levantar as condições dos museus. O prazo pode ser prorrogado para até 60 meses.

O alerta para a situação dos edifícios foi dado no dia 3 de setembro, um dia após o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro. Um análise apontou alto nível de deterioração do conjunto, com ameaça real de perda desse patrimônio.

Segundo o governo municipal, às obras devem ser custeadas por meio de recursos da Lei Rouanet de incentivo à cultura. O valor estimado é de R$ 6,6 milhões. Também devem ser obtidos repasses do Ministério do Turismo.

Foto: Ministério Público

Via Estadão

 



Artigos relacionados

Instituto Inhotim reabre neste sábado

Após duas semanas da tragédia em Brumadinho, o Instituto Inhotim volta a abrir suas portas nesse sábado (09), com entrada gratuita. O museu ficou fechado devido ao rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Minas Gerais. O

Brasil consegue 2° lugar em concurso de arquitetura em aço

A equipe da Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo, foi classificada em segundo lugar no 11º Concurso Alacero de Diseño en Acero para Estudiantes de Arquitectura. O primeiro lugar ficou com a equipe da Universidad Finis Terrae, do Chile, e

A soma será melhor por Sérgio Magalhães

A nova cidade precisará se somar à cidade existente ficando onde está. Ao invés de dispersar as construções, concentrar e manter a população.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta