Sesc Pompeia é o 6º melhor prédio em concreto do mundo

Sesc Pompeia é o 6º melhor prédio em concreto do mundo

O jornal inglês The Guardian publicou uma lista dos dez melhores prédios em concreto do mundo. Entre eles está uma obra da arquiteta Lina Bo Bardi, o Sesc Pompeia. Ao lado de Gaudí e Le Corbusier, o edifício ficou com o sexto lugar. Lina Bo Bardi consagrou-se em obras em concreto, como também o MASP, na Avenida Paulista. O texto elogia o formato das janelas, os espelhos d’água internos e a circulação dinâmica por pontes entre os prédios. O conjunto é apelidado de “Cidadela da Liberdade”. Veja abaixo como ficou o ranking, de acordo com o jornal britânico:

1. Panteão de Roma – (possivelmente por Apolodoro de Damasco)
2. Unité d’habitation de Marselha – Le Corbusier
3. Restaurante Los Manantiales, Cidade do México – Félix Candela
4. Banco de Londres em Buenos Aires – Clorindo Testa
5. Saint-Jean-de-Montmartre, de Paris –Anatole de Baudot
6. Sesc Pompeia, de São Paulo – Lina Bo Bardi
7. Pavilhão de Portugal, Lisboa – Álvaro Siza
8. Biblioteca da Escola Técnica de Eberswalde, Alemanha – Herzog e de Meuron
9. Pedrera, Barcelona – Antoni Gaudí
10. Poli House, Chile – Pezo von Ellrichshausen



Artigos relacionados

Arquitetos do DF criam monumentos públicos e viram referência nacional

O Plano Piloto nasceu de um edital público e os profissionais da cidade estão levando essa tradição e conhecimento para o resto do país   Brasília nasceu de um concurso de urbanismo e arquitetura. No fim da década de 1950,

Morre Clóvis Ilgenfritz, pioneiro da arquitetura social, morre aos 80 anos

CAU/BR solta nota a respeito da morte do arquiteto Clóvis Ilgenfritz da Silva. Confira:   É com pesar que o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil noticia o falecimento às 23h50 do sábado, dia 23, em Porto Alegre, do 

É nas cidades desiguais que o futuro vai surgir

Paulo Markun   Nos dias que correm, congressos e seminários profissionais costumam olhar mais para o umbigo de seus participantes que para a realidade em torno. Pautas específicas, demandas corporativas, especialização, tudo conspira para que as discussões e debates girem

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta