João Batista Vilanova Artigas

João Batista Vilanova Artigas

O paranaense João Batista Vilanova Artigas foi um dos arquitetos brasileiros mais importantes do século XX. Radicado em São Paulo, foi fundador e professor universitário da FAU – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, escola cujo prédio ele mesmo projetou. Seu estilo é característico da assim chamada escola paulista ou escola brutalista de São Paulo, dentro do modernismo. Nasceu em Curitiba, em 1915 e se formou na Escola Politécnica da USP.

Conhecido por sua atuação política de esquerda e associação com o Partido Comunista Brasileiro, foi demitido da FAU em 1969 na esteira do AI-5 e exilou-se no Uruguai. Foi responsável pela reestruturação da grade curricular do curso de arquitetura no início dos anos 60, mas essas diretrizes foram abandonas assim que a ditadura se instalou. Artigas voltou ao Brasil pouco tempo depois, mas só retornou à FAU depois da anistia e na condição secundária de professor auxiliar.

Artigas, que morreu em 1985, projetou sua própria casa, aqui visitada por Sérgio Roizenblit e Paulo Markun para o episódio Casa de Arquiteto da série Habitar/Habitat, do SESCTV. Conheça:



Artigos relacionados

Superquadras

Inaugurada há cinquenta anos, Brasília marca, entre outras coisas, o desejo de propor uma nova sociabilidade urbana, que tem na escada residencial o seu desenvolvimento mais radical, as superquadras como unidade básica de um bairro.

Petição online quer isentar IPTU para imóveis tombados em SP

Como pagar 27 mil reais de IPTU e investir em preservação do patrimônio arquitetônico enquanto incorporadores oferecem fortunas?

Prefeitura de São Paulo engaveta projeto de Paulo Mendes da Rocha no Ibirapuera

Vencedor em 2006 do Pritzker Prize, espécie de Nobel da arquitetura, Mendes da Rocha, hoje com 89 anos, foi contratado em 2015 pela gestão Haddad para dar uma “nova cara” ao parque, com a revitalização do Pavilhão Lucas Nogueira Garcez,

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta